domingo, 21 de fevereiro de 2010

Igualdade de Direitos











Muitos falamos nos direitos que nos assistem, mas muitas vezes não somos confrontados com uma realidade ou experiência de concretização desses direitos...
Vão pensar que hoje estou muito pragmática, mas passo a explicar a situação pela qual passei ontem onde se aplica o que escrevi antes:
Ontem de manhã estava eu a iniciar a limpeza da casa e do quintal, quando me tocam á campainha. Fui abrir a porta e constactei que tinha do lado de lá do portão um GNR!
Um carro patrulha da GNR da Arruda dos Vinhos estacionado atrás da minha AC!
Apesar de não estar lá muito bem vestida (de pijama) dirigi-me ao agente dando os bons dias e perguntando o motivo da visita.
Respondeu-me que tinham recebido uma reclamação pelo estacionamento da minha autocaravana feita pelo meu vizinho da moradia da frente. O dito dizia ter dificuldade em estacionar o carro no quintal e se eu não estaria interessada em estacionar a minha autocaravana noutro local da urbanização...?
Respondi-lhe que não! A AC está bem estacionada, não impede a entrada de ninguém nos seus respectivos quintais, tem os rodados encostadinhos ao passeio de modo a não estorvar a passagem de outros veiculos, a estrada é bem larga, não impede a vista da casa de mais ninguem a não ser a minha, a casa da frente nem é um estabelecimento comercial nem um monumento, pago IUC, seguro, etc. No meu parecer está tudo dentro da Lei! Pelo que não sedo aos caprichos do vizinho da frente que precisa de frequentar mais umas aulas de condução, especialmente de praticar o estacionamento, pois já com o anterior proprietário da minha casa implicava e na altura o veiculo era simplesmente um Audi!Que todos os condutores aprendem que devem estacionar de traseira, mas que o meu vizinho tinha o abito de estacionar no jardim de frente, pelo que quase entra no meu quintal no lado oposto da rua para fazer a manobra. E se a rua é larga!!! Que nos ultimos meses tinha aprendido finalmente a estacionar de traseira, o que já era uma grande evolução...
Se eu hoje cedesse áquele capricho, um destes dias ele passava de embirrar com a minha casinha com rodas, e embirrava que a minha casa lhe estorvava a paisagem e eu tinha que levar a casa ás costas e ir morar para outra terra! Além disso tenho bens na AC (tv, auto-radio com DVD, radio CB) e que se o alarme soar lá no fundo da urbanização eu não o vou ouvir, como acontece aqui á porta de casa.
Sugeri ao agente que tirasse fotos em como a AC está bem estacionada e que as juntasse ao processo da reclamação como prova. Ele informou-me que já o tinha feito, bem como já tinha passado diversas vezes aos fins-de-semana e confirmado que a AC se tinha ausentado, pelo que também cumpria os 30 dias de estacionamento Camarários e do código da estrada. Agradeceu a minha atenção e foi-se embora.
Passado umas horas, entrei em contacto com o posto da GNR para falar com o mesmo agente e indagar qual era o parecer da autoridade, quanto ao estacionamento da minha AC, pois podia eu estar errada quanto á interpretação que faço das Leis a aplicar e ficar descansada de não estar a cometer alguma infracção.
Respondeu-me que estivesse descansada porque a AC está bem estacionada e dentro da Lei!!!

3 comentários:

Leca disse...

Como é difícil e burocrático viver e se divertir nesses tempos...
Engraçado que inventam impostos e cobranças pra tudo...sei que é necessário...senão vira o caos...mas...os próprios vizinhos não colaboram...né?
beijinhos
Leca

CATRINETA disse...

Com a "Bruxinha" não hà vizinho que brinque...

António Resende disse...

Há sempre alguém que diz NÂO!
Já dizia o ''Zeca''...
É chato ter um vizinho quezilento, queixinhas e ''merdento''!
Disse!
Mas sempre ouvi dizer, que:
''Os cães ladram... e a AutoCARAVANA passaaaaaa!